Monday, September 12, 2011

Bibliofilmes 10.º 9.ª

Filipe
video

Filipe / R. L. Stine, A Máscara Maldita / Bom - // Pontos fortes Relato consegue interessar-nos, tornando a história e a leitura do livro quase apetecíveis. Resultam bem os momentos de leitura de trechos (com a imagem da página). Aspetos melhoráveis Preferiria uma abordagem menos colada à narrativa, menos de reconto. Leitura em voz alta de Filipe ainda pode progredir bastante. («Fumegante» tem de ter o som [g], não a palatal de, por exemplo, «jante» ou «gente».)

Scheltinga
video

Scheltinga / Anne Frank, Diário / Suficiente // Pontos fortes Abordar o livro através do seu paratexto (capa, frontispício, prefácio, dedicatória) era uma estratégia bem imaginada. A referência, como prólogo, às leituras anteriores, também funciona bem. Aspetos melhoráveis Tudo parece feito um pouco «em cima do joelho» (por exemplo, a expressão oral tem hesitações que não se justificam em textos gravados).



Francisco
video
Francisco / Pittacus Lore, Sou o Número Quatro / Suficiente (+) // Pontos fortes Gosto na leitura que sei o Francisco ter, sobretudo por livros de aventuras, policiais, enfim, narrativos. Há talvez alguns progressos relativamente à leitura em voz alta (compare-se com o filme autobiográfico), mesmo se ainda se notam bastantes falhas. Aspetos melhoráveis Ter-se usado tanto as imagens do trailer do filme. Ter-se feito quase só o reconto da história (aqui e ali, com a escrita pouco elaborada).



Daniel
video

Daniel / Luis Sepúlveda, Histórias daqui e dali / Bom (-) // Pontos fortes Bem pensada a maneira de chegar até ao conto escolhido: contextualização (oferta de familiar), referência rápida ao autor e aproximação ao livro (o anterrosto, com dedicatória ao próprio Daniel, o índice, o título do conto, etc.). Aspetos melhoráveis A leitura em voz alta, embora em velocidade adequada, ainda pode ser mais fluente (pontuações muito marcadas, entoações às vezes exageradas). «E foi este onde eu queria chegar» devia ser «E era este que eu queria chegar».



Rui
video

Rui / David Kirkpatrick, O efeito Facebook / Bom (-) // Pontos fortes Tentativa de fazer recensão, comentário, com certo desenvolvimento e várias etapas logicamente estruturadas (incluindo o jogo conseguido com as imagens legendadas, fixando alguns tópicos). É uma abordagem difícil, que não defendi seguissem muito nestes bibliofilmes, mas que o Rui conseguiu resolver aceitavelmente. Aspetos melhoráveis Leitura em voz alta ainda poderia ser mais ensaiada. Quase no final, em vez de «forma simplista» era «forma simples» que se queria dizer.

Afonso
video

Afonso / E. W. Hornung, Os mortos não falam / Bom // Pontos fortes O texto, uma transposição criada pelo autor («Os navios não falam»), com muito boa escrita. Aspetos melhoráveis Condições técnicas (texto ficou demasiado abafado pelo som ambiente). Não terá sido boa solução o meio termo tentado entre leitura em voz alta formal e relato oral vagamente conversado.


Sara
video


Sara / Sophia de Mello Breyner Andresen, Doze poemas / Muito Bom - // Pontos fortes Funciona bem a estrutura do filme (e da escrita), em ziguezague entre percurso pessoal (o gosto pelos livros em prosa de Sophia; a existência de um livro enigmático dirigido aos locatários anteriores; o paratexto deste livro) e informações de referência (biografia; bibliografia; a leitura do poema). Leitura não tem falhas, apesar de haver muito texto. Aspetos melhoráveis Parte informativa sobre Sophia talvez pudesse ser mais original.  Em «um poema interessante», adjetivo parece-me muito burocrático.
Pedro
video
Pedro / Bill Bryson, Breve História de Quase Tudo / Bom (-) // Pontos fortes Clareza da mensagem: texto é simples, mas obedece bem ao seu objectivo; leitura (ou leitura-exposição oral) é calma (só raramente um pouco hesitante) e quase sem falhas. Obra escolhida é realmente aconselhável, tal como os outros livros do mesmo autor. Aspetos melhoráveis Por vezes, linguagem deveria ser mais formal («relacionada à» é pior do que «relacionada com»; uns «ele» sem que haja por perto o referente; uns «este livro» demasiado próximos; «nos cosmos» por «no cosmos»).






Ana

Ana / Mário Frutado, Corpo Pervertido / Bom-/Bom(-) // Pontos fortes Anteposição de texto próprio, que, no fundo, já comenta o poema que será lido depois. Aspetos melhoráveis Leitura em voz alta, ainda que sem erros, pareceu-me pouco ensaiada (ou saiu pouco expressiva). Por outro lado, fica-se a saber pouco do resto do livro (só se alude a um poema).



Bárbara

Bárbara / Luis Sepúlveda, História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar / Bom (+) // Pontos fortes Associação do texto do livro a memórias pessoais. Naturalidade dessa aproximação coordenada. Aspetos melhoráveis Leitura em voz alta, sendo boa, fica aquém do que Bárbara conseguiria fazer.



Catarina S.

Catarina S. / Margaret Fishback Powers, Pegadas na areia / Bom (-) // Pontos fortes Leitura em voz alta pausada e certa. Parte inicial do texto, porque mais pessoal. Aspetos melhoráveis Abordagem seguida na segunda metade do filme, ou mais no final, de comentário, com linguagem em registo demasiado empolado («nética»?).



Catarina V.

Catarina V. / Oscar Wilde, O retrato do senhor W. H. / Bom- // Pontos fortes Cuidado em enquadrar bem o livro lido (o que implicou também referir Shakespeare). Aspetos melhoráveis Abordagem expositiva («wikipédica»), o que acaba por afectar a leitura em voz alta, já que surgem palavras difíceis.



Nuno

Nuno / Declan Hill, Máfia no futebol / Bom-/Bom (-) // Pontos fortes Texto pessoal, e espontâneo, apesar do formato de reconto e de comentário. Aspetos melhoráveis Algumas falhas de escrita (exemplos: «*uma das formas em que está escrito no livro»; «*relembrar sobre os nossos valores».



Márcia

Márcia / Nicky Pellegrino, A noiva italiana / Bom (+) // Pontos fortes Facto de alternarem reconto e comentário e leitura de trechos do livro. Introdução e final pessoais. Aspetos melhoráveis Leitura, por vezes, apressada («comedora» de sílabas, aqui e ali), abaixo das capacidades de Márcia.



João

João / Antoine de Saint-Exupéry, O Principezinho / Suficiente + // Pontos fortes Redação pessoal, fugindo ao reconto (que parecia ir suceder no início). Aspetos melhoráveis Algumas deselegâncias de linguagem (exemplo: uso de «onde») e leitura em voz alta com hesitações.



Gonçalo

Gonçalo / Juan Carlos Cubeiro & Leonor Gallardo, Mourinho versus Guardiola / Bom // Pontos fortes Estilo coloquial, com boa expressão oral. Clareza. Abordagem pessoal (e não de mero comentário). Aspetos melhoráveis Algumas falhas de linguagem (de redação ou de improviso oral).



Maria

Maria / José Luís Peixoto, Morreste-me / Bom/Suf+ // Pontos fortes Partes reflexivas, mais pessoais. Escolha de trechos. Aspetos melhoráveis Podia o bibliofilme ser um pouco mais longo. Leitura em voz alta deveria ter ser sido mais ensaiada.



Rita

Rita / Fernando Pessoa, Mensagem / Suficiente + // Pontos fortes Bom sentido gráfico. Ter-se resolvido a tarefa, decerto sem muito trabalho, mas com inteligência. Aspetos melhoráveis Escolha do livro (obra do 12.º ano e, em parte, do 9.º ano). O título do livro não é «Mensagens», mas Mensagem.



Tiago F.

Tiago F. / José Luís Peixoto, Minto até ao dizer que minto / Bom-/Suf+ // Pontos fortes Foco num livro, aliás pequeno, esgotando realmente (tanto quanto se esgota o que há a dizer sobre um livro) o que sobre a obra haveria a dizer Aspetos melhoráveis Tiago seria capaz de fazer melhor leitura em voz alta. Podia ficar mais clara a fronteira entre o que é citado e o que é criado pelo autor.



Zanatti

Zanatti / Eduardo Galeano, Futebol e Sombra / Suf (+) // Pontos fortes Consegue-se dar uma ideia exata do que é este livro (também por se ter recorrido, talvez demasiado, a leitura de trechos seus). Aspetos melhoráveis Leitura em voz alta podia ter sido mais lenta. «Mirabolantes» saiu «*mirambolantes». Com mais tempo, podia o Zanatti ter construído texto paralelo ao de Galeano (sabe decerto muitas histórias parecidas).










Manel

Manel / AAVV, Os grandes mistérios da história / Bom- // Pontos fortes Criatividade. Gosto pela leitura. Intuição publicitária. Aspetos melhoráveis Pouco ensaio da leitura.



Miguel



Miguel / Margarida Fonseca Santos, O aprendiz de guerreiro / Suf + // Pontos fortes Opinião em síntese pessoal. Clareza, informação, experiência de leitura dos outros livros da mesma autora. Aspetos melhoráveis Pouco investimento no bibliofilme. Leitura em voz alta deveria ser mais ensaiada. Aspetos linguísticos (cuidado com «onde»; repetição de «muito bom»).



###